Confusão na Praça do Café: Homem agride e é agredido após oferecerem carona para sua esposa

1512

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar de Jandaia do Sul às 13h29 deste sábado (11) na Praça do Café.

Conforme boletim da Polícia Militar, a equipe policial foi acionada para atender ocorrência de ameaça. Ao chegar no endereço informado, as partes já não se encontravam mais no local, diante disso a guarnição optou por efetuar patrulhamento nas imediações, porém não obteve êxito e localizar.

Posteriormente, em momento em que seria elaborado boletim de ocorrência, os policiais foram informados que uma pessoa estaria na delegacia e outro homem estaria no PAM de Jandaia do Sul.

Sendo assim a equipe deslocou até delegacia de Polícia Civil, onde encontrou com a vítima que relatou que estava, passando pela rodoviária, quando uma mulher, teria o abordado  e pedido uma carona, momento este em que o autor teria aparecido com um pedaço de pedra e atingido a parte superior da cabeça do senhor, causando uma leve lesão e na sequência empreendeu em fuga, sendo que populares tentaram segurá-lo.

Vale ressaltar que a mulher foi identificada posteriormente, sendo convivente do autor, e que após tais fatos a vítima saiu do local sem agredir o homem e que ele ficou na praça.

A vítima foi acompanhada juntamente com a equipe para atendimento no PAM, no local foi estabelecido contato com o autor que estava sendo atendido, pois havia sofrido um corte relativamente profundo em sua cabeça.

Ele relatou que estava na praça e viu o senhor de 68 anos oferecendo carona para sua mulher, e que teria ficado descontente com tal fato, tendo ele tirado satisfações, momento em que ele com ajuda de populares teria sido agredido, com capacete, chutes e com uma pedra. Sendo que conseguiu fugir do local e ido em direção ao PAM para atendimento médico. Ele também relatou que um dos populares teriam falado “vamos matar ele?” sendo que o senhor falou “matamos depois”.

O homem relatou que já viu xxxx nas proximidades da praça por diversas vezes e que ele já teria conversado com sua esposa.

Diante dos fatos a equipe prestou atendimento aos abordados e lavrou boletim de  ocorrência, foi ofertado a possibilidade de elaboração de TCIP, porém as partes não demonstraram interesse em representar, sendo então orientados com relação ao prazo de comparecimento na delegacia de polícia, para uma futura representação.

Vale também informar que o autor deixou o sistema prisional na quinta-feira, devido a uma agressão em sua convivente.

Compartilhar