Indivíduo é preso após realizar disparos de arma de fogo próximo a viatura em Jandaia do Sul

2116

A ocorrência foi registrada às 23h10 desta terça-feira (12). Um homem de 32 anos foi preso após realizar disparos de arma de fogo próximo a viatura da Polícia Militar e outro, de 43 anos, foi preso por calúnia ao acusar policiais de terem subtraído coldre.

Uma equipe da Polícia Militar realizava abordagem a indivíduo em atitude suspeita na Avenida Tancredo Neves em Jandaia do Sul, quando os policiais ouviram quatro disparos e, em determinado momento, se aproximou da viatura um veículo GM/S10, na cor prata, com placas de Mandaguari, sendo possível visualizar um dos ocupantes trajando boné e camisa clara realizando dois disparos de arma de fogo.

A equipe deu encerramento na abordagem naquele instante e deu início a tentativa de abordagem ao veículo em questão, sendo o mesmo abordado em frente a oficina, sendo identificado os quatro ocupantes.

O autor dos disparos, de 32 anos, confirmou como sendo o autor e informou ter registro da pistola TAURUS modelo G2C 9MM e também informou ter certificado de registro e guia de trafego. Indagado quanto a quantidade de disparos realizados, o mesmo informou ter efetuado somente dois disparos.

Ainda conforme a PM, o armamento estava com seis munições intactas e resquícios de pólvora no ferrolho e cano. Diante dos fatos a equipe deu voz de prisão ao homem e o encaminhou para a Delegacia de Polícia Civil de Jandaia do Sul, sendo os demais liberados.

Crime de Calúnia

No momento em que a equipe policial realizou a abordagem um amigo de——- identificado como —————-, 43 anos, quando era registrado este BOU a pessoa de ————- passou a alegar que a equipe policial havia subtraído o coldre da referida arma que———- apresentou para a equipe no momento da abordagem e que os policiais deveriam ser responsabilizados pelo fato. O coldre em questão (marca Kydex), após verificação, foi localizado dentro do veículo do autor, fato este testemunhado pela equipe CPU. Diante dos fatos a pessoa ———– também foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil de Jandaia do Sul devido a calúnia real.

Compartilhar