Homem de Marumbi mata ex-mulher em Sarandi e comete ato extremo

3634

(Berimbau) A cidade de Marumbi ficou enlutada ao receber, no domingo dia 19 de abril de 2020, a notícia da morte de um casal. Na segunda-feira, 20 de abril, por volta das 08 horas da manhã, os dois corpos estavam sendo preparados na Funerária Ser Luto, de Kaloré, para que pudessem ser velados. Segundo o Repórter Corujão, do Sistema Pinga Fogo de Rádio, o crime ocorreu na Rua Dom João VI, Jardim Panorama, na cidade de Sarandi. Gustavo Brionis de Brito, um eletricista de 28 anos, e a esposa Katlyn Musa Procópio, de 22 anos, foram encontrados mortos sobre a cama. Segundo o delegado de Polícia Civil, Adriano Garcia, a princípio o marido teria matado a esposa com 4 tiros, e na sequência cometeu o ato extremo (suicídio).

Os corpos foram encontrados na noite de domingo (19 de abril), por familiares do casal que foram até o imóvel, e arrombaram uma das portas da casa. Um parente, de Marumbi, disse que após a separação, a mulher foi embora para Sarandi, mas que Gustavo continuou morando na referida cidade de Marumbi, até decidir cometer a tragédia. Ao lado dos corpos, policiais civis e militares, encontraram um revólver calibre 38. O corpo da moça apresentava quatro perfurações, sendo 02 tiros na cabeça, 01 no braço e 01 tiro no tórax. Segundo um perito da Polícia Científica, os disparos foram realizados a queima roupa. Já o rapaz apresentava um ferimento no crânio.

Devido o estado de rigidez cadavérica que encontrava-se os corpos, possivelmente as mortes ocorreram durante a madrugada. Familiares relataram ao delegado, que o casal conviviam juntos, há quatro anos. Porém estavam em processo de separação. As autoridades policiais, tomaram conhecimento, que Katlyn saiu sábado (18) a noite na companhia de uma amiga. Ela teria retornado para casa, por volta da 01:00 da madrugada de domingo. A moça era estagiária em uma Unidade Hospitalar. Gustavo tinha o sonho de ser policial militar, inclusive estava estudando para prestar o próximo concurso da PM-PR, segundo relatos de conhecidos do rapaz.

O local do ocorrido foi isolado pelas forças de segurança (PM GM e PC), e após a conclusão do trabalho realizado pelo perito criminal, agentes do IML de Maringá, removeram os corpos. O revólver foi apreendido, e tudo será apurado através de um inquérito instaurado pela polícia civil. Nas próximas horas, familiares e pessoas próximas ao casal, deverão prestar depoimentos ao delegado responsável pelas investigações.

Compartilhar