Falso médico teria atuado em Bom Sucesso

3960
Foto: André Almenara

Na segunda-feira (30), a Polícia Civil de Maringá prendeu Denis Wilian Fraquetta, de 32 anos, no centro de Maringá. O homem é suspeito de se passar por médico e atuar por cerca de dois anos na região, com o nome e registro profissional de outra pessoa. Segundo a polícia, ele chegava a ganhar R$ 50 mil por mês.

O caso está sob investigação da Seção de Furtos e Roubos de Maringá, depois de receber uma denúncia da própria empresa que contratou o falso médico. Segundo o chefe da SFR, Everaldo Fernandes, Fraquetta usava o nome de um médico de verdade, e foi contratado pela empresa em 2015, mas só recentemente desconfiaram que ele poderia não ser quem dizia ser.

“Ele firmou um contrato com uma empresa administradora de médicos situada em Maringá e essa empresa presta serviço para municípios da região. Então ele foi para Altônia, Bom Sucesso, São Jorge do Patrocínio, onde passou a exercer a profissão de médico. As prefeituras pagavam a essa administradora, que repassava o dinheiro a ele. Ele ganhava de R$ 40 a R$ 50 mil por mês”, detalha Fernandes. O investigador conta que, em uma das cidades em que atuou, ele chegou a ser homenageado pelo serviço prestado.

Fraquetta não tinha clínica, segundo a Polícia Civil, ele era enviado pela administradora aos locais em que deveria prestar o serviço como clínico geral e radiologista, a pedido das Prefeituras.

Leia mais em O Diário

Compartilhar