Dois Dedos de Prosa na Venda do Taubaté

1233
Jandaia do Sul, norte do Paraná, terra da Cachaça Jamel. Foi lá que pegamos 10km de estrada de terra, pela conhecida Estrada da Amizade em direção à famosa Venda do Taubaté. Ao começarmos a descer a serra, naquela cenário que parece uma pintura, avistamos lá embaixo a conhecida “vendinha”. Os proprietários Dona Lu e o Seu Paulo Generoso, que não poderia ter sobrenome mais apropriado, vieram nos receber com um delicioso sorriso e muita prosa da boa.

Desde 1948, a Venda do Taubaté coleciona boas histórias e muitos amigos. O local é simples e muito característico, cheio de troféus que relembram os bons tempos que o time de futebol amador do Taubaté colecionava vitórias na região. Durante a semana, a venda é frequentada pelos sitiantes locais que fazem suas compras ali na mercearia e deixam tudo anotado no caderninho da Dona Lu.

Já aos finais de semana, a Venda do Taubaté é parada obrigatória de ciclistas e dos amantes das trilhas rurais. O famoso pastel da Dona Lu e a porção de mortadela estão entre os pedidos que mais saem junto com a deliciosa caipirinha de Cachaça Jamel.

Todo dia chega aqui um de nossos amigos e pede dois dedinhos da Cachaça Jamel Ouro. Depois disso, o papo corre solto.”, conta o Seu Generoso com aquele sorriso no rosto.

Dona Lu, que não fica para trás na simpatia, já puxou uma outra boa história. “Nossos clientes são como nossa família. Um dia, o Gaúcho, um cliente nosso lá de Mandaguari, descobriu que eu e o Paulo não éramos casados de verdade e resolveu fazer o nosso casamento ali mesmo. Ele fala bem e fez a cerimônia. Ficou até com jeito de padre. Coloquei uma toalha de mesa como véu e então, finalmente, o Paulo se casou comigo. Foi uma festança só!“.

História boa, amizade, simplicidade e cachaça. Aí está uma mistura tipicamente brasileira. Tá na hora de uma boa prosa? Tá na hora de Jamel! Sigam no seu Instagram o perfil @tanahoradejamel e vejam mais histórias boas. Lá sempre tem Dois Dedos de Prosa!

Atenção: Beba com moderação. É proibida a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.

Divulgação

Compartilhar