Comida congelada saudável: mercado fitness está em alta

590
https://pixabay.com/pt/photos/salada-frutas-bagas-saud%C3%A1vel-2756467/

O mercado fitness cresceu muito nos últimos anos e têm grande influência especialmente sobre o setor de alimentação. A conscientização sobre a importância de comer de forma mais saudável está crescendo, mas a maioria das pessoas ainda encontra no tempo e nas opções instantâneas disponíveis uma barreira. Foi assim que surgiu a oportunidade de se criar um negócio aliando baixo investimento e alto lucro.

Vender comida congelada saudável se tornou um nicho rentável nos últimos anos. É um modelo de negócio acessível a micro e pequenos empreendedores, principalmente para os que já gostam de cozinhar, ou que têm afinidade com a área e encontraram um caminho para fazer renda extra. A proposta é entregar comida saudável a quem não tem tempo de preparar suas refeições, que come fora pelo menos cinco vezes por dia – principalmente no almoço – e vê nesse comércio uma solução para os seus problemas.

O valor pode ser um pouco alto e não é acessível a qualquer pessoa. O público que investe nesse tipo de produto geralmente têm boas condições financeiras, trabalha muito, e não tem tempo – nem disposição – para ir à cozinha, mas quer garantir que suas refeições sejam nutritivas e saborosas.

Um estudo divulgado pela empresa de pesquisa e inteligência de mercado, Mintel, sobre as tendências de alimentação dos brasileiros, mostra que 47% dos trabalhadores em tempo integral cozinham as próprias refeições.

As pessoas têm buscado opções de comida que não sejam cheias de corantes, sódio e elementos químicos nocivos, como a maioria dos produtos industrializados encontrados nos supermercados. E com a facilidade de ficar pronta em poucos minutos no micro-ondas. Essa escolha não está limitada apenas a quem quer emagrecer ou tem doenças restritivas. Está se tornado um estilo de vida.

Para se destacar é preciso ser criativo e entregar produtos que atendam aos alérgicos a glúten e lactose, veganos, vegetarianos. Inventar produtos novos, como a salada no pote, que ganhou grande adesão há algum tempo. E ainda, criar um cardápio atrativo – evitando pratos tradicional – e, principalmente, saboroso. Segundo o estudo, 33% das pessoas entrevistadas declararam que gostariam de comer pratos diferentes.

Garantia de qualidade do produto

É um engano pensar que o trabalho desse modelo de negócio exige do profissional apenas cozinhar e congelar. O processo de preparo da comida a ser vendida nesse estado precisa ser seguido rigorosamente, respeitando as recomendações para que os alimentos não percam os seus nutrientes.

O cozimento deve ser feito respeitando o ponto de cozimento de cada alimento. A técnica de preparo é mais importante do que o congelamento em si para garantir a qualidade do produto e a sustentabilidade no negócio. Existem vitaminas que são sensíveis ao calor e nutrientes que são solúveis em águas. Por isso é importante a consultoria de um profissional da nutrição.

Além disso, é preciso que os equipamentos de cozinha, bem como o espaço fiquem sempre higienizados, de acordo com as regras da Vigilância Sanitária. O acompanhamento de um nutricionista é importante para garantir as devidas orientações no modo de preparo e a ajudar a montar o cardápio com opções funcionais.

 

 

Compartilhar